Gestão Social Modular

Por

Gestão Social Modular

Perante as necessidades de cada entidade, possibilitando a escolha de um ou mais módulos:

Cartão do Idoso – Identificação, controlo de comparticipações, Emissão de Guias de Pagamento, etc (sujeito às especificidades do regulamento de cada entidade) ;

Processos Sociais – atribuição de diversos apoios: Alimentação, Vestuário, Materiais de Construção, Prestação de Serviços, Mobiliário, eletrodomésticos,  Outros subsídios.

Tele-Assistência:  ficha de identificação com a informação dos utentes deste serviço, para além da possibilidade de a entidade que apoia
no socorro ter acesso on-line à informação apenas dos telefones ativos. O objetivo  visa apoiar as famílias idosas através de uma entidade  através do empréstimo gratuito de um telefone tele-alarme que possui uma linha que liga diretamente aos Bombeiros ou Cruz Vermelha.

Recuperação Habitacional: controlo mais pormenorizado na atribuição de materiais de construção incluindo ou não prestação de serviços aos mais necessitados.

Mobilidade: gestão da atribuição de equipamentos: camas articuladas, cadeiras de rodas, andarilhos, etc…

Plano de Emergência Alimentar: gestão da atribuição de alimentos a agregados familiares, tendo como origem a recolha ou cedência de alimentos.

Outros Módulos de Gestão disponíveis: Roupa, Fraldas, Material Escolar, controlo de Voluntários.

Atendendo ao volume de processos e à complexidade das situações muitas vezes acompanhadas pelo assistente social / gabinete social, há que procurar estratégias e ferramentas que possibilitem o desenvolvimento mais eficaz e eficiente da sua prática profissional.

Parte da prática profissional do assistente social passa por saber gerir as informações de cada processo que acompanha de modo a que possa avaliar e definir a intervenção social a desenvolver. Tradicionalmente, as informações são acumuladas no processo físico (em papel), verificando-se uma dispersão da informação pelos vários documentos que o constituem. Nesta situação, uma simples consulta a um processo pode implicar a análise de diversos documentos para que se possa extrair a informação que se pretende. Esta tarefa pode tornar-se ainda mais morosa se o objectivo for recolher dados sobre determinado assunto presente nos vários processos acompanhados, como por exemplo fazer uma análise estatística.

Vivendo numa sociedade cada vez mais informatizada, existe à nossa disposição todo um conjunto de funcionalidades que vêm facilitar a gestão e controlo de qualquer tipo de informação. Como tal,  procurou-se criar uma aplicação informática específica para os processos acompanhados no Serviço de Acção Social de qualquer entidade. 

Em linhas gerais esta aplicação informática, designada de “Gestão Social”, consiste numa plataforma onde se reúne a maioria da informação de cada processo acompanhado. Funciona como uma base de dados em que a informação é armazenada de forma estruturada e organizada de forma a facilitar a sua consulta e análise.  A par desta funcionalidade de armazenamento de informação, esta plataforma permite também a emissão de documentos relativos a cada processo, nomeadamente, a ficha identificativa, o registo de procedimentos e um esboço de relatório social, em que grande parte da informação fica automaticamente disponível para posterior edição.

Outra das vantagens desta aplicação prende-se com os dados estatísticos que se podem extrair, não só relativamente aos processos acompanhados, mas também às atividades realizadas pelo utilizador desta aplicação. A plataforma permite o registo das atividades de forma categorizada, de modo a que posteriormente se consiga fazer um balanço de toda a atividade.

Sobre o autor

administrator

Deixar uma resposta

Translate »